Notícia

Igreja do Nazareno Logoa Nova

Posição da Igreja do Nazareno sobre união homoafetiva

Sociedades de todo o mundo estão engajadas em conversas para redefinir o conceito de casamento. Debates na comunicação social, em campanhas de eleição e decisões judiciais proporcionaram uma plataforma para essa redefinição. Nós acreditamos que uma visão bíblica do casamento envolve uma relação de aliança monogâmica entre um homem e uma mulher. Jesus disse: "Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem." Mateus 19:4-6 Hoje, a Suprema Corte dos Estados Unidos, numa decisão de 5-4 votos no caso Obergefell v. Hodges, legalizou o casamento do mesmo sexo em todo o país. Lembramos o nosso povo que, embora o direito civil de um país tenha mudado, a verdade divina não mudou. Iremos aprender como essa decisão de nova definição civil funcionará dentro do contexto de nossas liberdades constitucionais e religiosas. Nosso compromisso com a fé cristã bíblica ortodoxa continua a mesma. Continuamos a convocar os nazarenos de todo o mundo para uma vida de santidade, caracterizada pelo amor santo e expressada através do estilo de vida rigoroso e consistente de pureza sexual. Convocamos ainda mais o nosso povo a uma vida de generosidade e cheia de graça no Espírito que se estende em bondade para com aqueles que não compartilham nossa crença. Oramos para que Deus nos ajude a sermos exemplos de Sua verdade em um mundo que precisa ver o amor de Deus demonstrado em palavras e ações mais do que nunca.   Jerry D. Porter J. K. Warrick Eugénio R. Duarte David W. Graves David A. Busic Gustavo A. Crocker Junta de Superintendentes Gerais Igreja do Nazareno    

Vídeo Relacionado



Noticias Relacionadas